A Pedal Powered Spin Art faz a alegria das crianças: os pedais giram o recipiente com tintas coloridas, formando desenhos . Foto: Rock the Bike/Divulgação

A Pedal Powered Spin Art faz a alegria das crianças: os pedais giram o recipiente com tintas coloridas, formando desenhos
Foto: Rock the Bike/Divulgação

Que a bicicleta é um dos meios de transporte mais “verdes” que existem por aí, todos sabem. Nos últimos anos, elas se tornaram as melhores amigas dos ambientalistas. Mas não só para evitar a poluição e desafogar o trânsito das grandes cidades servem as bicicletas. Ao redor do mundo, ciclistas estão utilizando esse meio de transporte para produzir energia.

Neste ano, os detentos do presídio de Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais, foram convidados a pedalar para gerar energia para o município. A ideia partiu do juiz da cidade José Henrique Mallman, que instalou quatro bicicletas no presídio, nas quais os presos se revezam para gerar energia para oito postes de luz na Avenida Beira-Rio, a principal da cidade. Para os detentos, há mais um benefício: além de fazer exercícios e contribuir para um mundo sustentável, a cada 16 horas de pedalada eles têm um dia de pena reduzido.

A academia americana Greenasium, em San Diego, na Califórnia, é outro bom exemplo. Lá, quem faz exercício nas bicicletas gasta a sua energia calórica e produz energia elétrica. As bicicletas armazenam a força criada a partir das pedaladas, e os proprietários a utilizam para fazer funcionar os ventiladores do ambiente. Há também soluções individuais: o site americano Instructables ensina como instalar um equipamento que permite o carregamento de dispositivos USB através de bicicletas comuns, só com a força das pedaladas.

Na Califórnia, público produz a energia do show
O designer Chiyu Chen, nascido em Taiwan e radicado em Londres, criou um projeto revolucionário: um sistema de aluguel de bicicletas que produzem energia para ônibus híbridos. Em sua proposta, ciclistas alugam as bikes e, enquanto pedalam, a energia produzida é armazenada em um dispositivo na própria bicicleta. Uma vez que ela é estacionada – em uma instalação próxima à estação de ônibus -, a energia armazenada é utilizada pelo ônibus. Chen ainda propõe que cada ciclista tenha um cartão próprio que marque a quantidade de energia gerada por ele: quando alcançar determinado nível, ele tem direito a uma viagem de ônibus gratuita.

O sistema de Chen é apenas um projeto e não tem previsão de instalação, mas dá o tom do que pode ser o futuro do transporte nas grandes cidades. Outras empresas, porém, têm conseguido avanços significativos na disseminação de ideais sustentáveis. A Rock the Bike, de Berkeley, Califórnia, promove eventos e vende bicicletas especiais que geram energia para os mais diferentes fins, de shows de rock a máquinas de sorvete. Os chamados Pedal Powered Stages, por exemplo, são shows organizados pela empresa nos quais os instrumentos são energizados pelos próprios espectadores, que pedalam as bicicletas fornecidas pela Rock the Bike. A mais popular é uma bicicleta de dois andares em formato de árvore apelidada de El Arbol, que possui alto-falantes.

Além dos instrumentos, a Rock the Bike oferece bicicletas que produzem sorvete (a Ice Cream Bike), sucos, molhos ou até café (a Fender Blender Pro) e obras de arte – a Pedal Powered Spin Art permite que os usuários, geralmente crianças, derramem tinta em um recipiente e, com a energia das pedaladas, girem o conteúdo para criar pinturas abstratas. Em junho deste ano, a Rock the Bike participou do sexto Bicycle Music Festival na cidade de São Francisco, na Califórnia, um festival de música de três dias que utiliza apenas a energia gerada pelos ciclistas.

El Arbol é uma bicicleta de dois andares com alto-falantes, específica para gerar energia para shows  Foto: Rock the Bike/Divulgação

A energia produzida pelo público sobre bicicletas garante a força para os instrumentos musicais no Pedal Powered Stage  Foto: Rock the Bike/Divulgação

Semelhante à bicicleta produtora de sorvete, a Fender Blender Pro tem um liquidificador acoplado para produzir smoothies  Foto: Rock the Bike/Divulgação

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Deixe uma resposta